25 de set de 2009

Preconceito...


Tava dando uma lidinha na web.. e encontrei este texto.. achei bem providencial. Várias vezes já senti na pele o preconceito. Não acho engraçado! Olhem aí:

De todas as formas de discriminação, a que ronda as mulheres gordas talvez seja a mais perversa. Atitudes racistas ou homofóbicas são publicamente condenáveis. Por outro lado, parece que não há nada de errado em fazer piadas de mau gosto sobre a aparência dessas pessoas. Diferente do negro e do gay, o gordo raramente é poupado de comentários sobre o fato de ter emagrecido ou não -como se isso fosse o equivalente a ter mudado a cor dos cabelos. O preconceito aparece em diversas situações. No caso da mulher, a gorda é 'simpática' ou, no máximo, 'tem um rosto bonito'. Se quiser andar na moda, tem que fazer roupa sob medida porque o GG não costuma freqüentar as araras dos bons estilistas. Se for disputar uma vaga de trabalho, precisa torcer para que nenhuma magra queira o mesmo posto. E, se resolver malhar na academia, vai ter que superar a incômoda sensação de que é o centro das atenções. Porque o mundo não perdoa quem está fora das medidas.

"A herança da tendência à obesidade não é diferente daquela que explica por que existem pessoas altas e outras de baixa estatura. Num mundo sedentário, com alimentos deliciosos ao alcance da mão, considerar a obesidade um problema de caráter é pura ignorância. Perder peso é empenhar-se numa batalha contra a biologia da espécie humana. Só os obstinados são capazes de vencê-la."

Drauzio Varella ('Folha de S.Paulo', em 2004)

Um comentário:

blogdozemarcos.com disse...

::: Olá, querida. O preconceito existe em todo lugar e com vários tipos de pessoas.

Eu, por exemplo, sou apontado como o careca e já ouvi um sem-número de piadinhas.

O que importa é o que somos, os amigos que temos, nosso caráter. O resto é consequência.